5 (100%) 1 vote

Trabalhar como freelancer tem despertado o interesse de muitos brasileiros. Alguns querem complementar a renda. Outros estavam desempregados e encararam isso como uma boa alternativa de trabalho. Você também está em busca de novas oportunidades de trabalho?

É importante pensar bem antes de tomar uma decisão como essa. O dinheiro ganho neste trabalho pode não ser o esperado. Além disso, boas intenções no mercado profissional freelancer de atuação não bastam.

Leia o artigo “5 ideias criativas e seguras de Prestação de Serviços Pela Internet”.

Você pensa em trabalhar como freelancer? Esse assunto sempre gera certa dúvida ou incerteza. O post de hoje traz informações úteis que irão lhe ajudar a tomar uma boa decisão. Confira!

 

Que perfil profissional você já possui?

Trabalhar como Freelancer com tranquilidade

Um perfil profissional é um resumo de suas habilidades. Pode incluir onde trabalhou e qual sua formação do momento.

Pensando nisso, pergunte-se: quais são minhas habilidades profissionais? E o mais importante: essas habilidades podem me ajudar a ser freelancer?

A verdade é que existem muitas oportunidades em diversas áreas. Algumas delas são:

  • Tradução de conteúdos;
  • Fotografia;
  • Designer Gráfico;
  • Desenvolvimento Web; e
  • Contabilidade.

É possível também ser redator freelancer se você se aplicar em aprender a escrever bem em português para a web.

Saiba mais sobre o livro Freelancer de Conteúdo: Seus Primeiros Clientes em 20 Dias, do Líferson de Freitas, fundador do blog Freelancear.

Acha que seu perfil profissional pode ajudá-lo a trabalhar como freelancer? Uma boa atitude é o primeiro passo. Agora vou falar um pouco sobre como se qualificar para trabalhar como freelancer na web.

 

Como se qualificar para trabalhar como freelancer?

curso para Trabalhar como Freelancer

É possível se qualificar como freelancer por desenvolver qualidades necessárias como disciplina, dedicação e organização. Isso é ainda mais importante se você decidiu trabalhar em casa.

Além disso, é importante ter qualificações técnicas. Ou seja, fazer cursos online específicos para freelas. Veja algumas possibilidades interessantes:

  • Udemy: milhares de cursos de várias áreas do universo digital.
  • Universidade Rock Content: cursos de especialização para produtores de conteúdo.
  • Viver de Blog: cursos específicos para quem deseja viver da renda obtida em blogs de negócios.

Alguns desses cursos são gratuitos. Outros possuem baixo custo. Com eles, é possível alcançar resultados em sua capacitação profissional.

Agora vou considerar a resposta para a pergunta: “É seguro Trabalhar como Freelancer?” Observe algumas dicas que você deve levar em conta para não se dar mal.

 

Que cuidados é preciso tomar?

Trabalhar como Freelancer e seguro

Alistei logo abaixo 3 situações bem comuns. Analise se alguma delas é exatamente o que você está passando nesse momento. Daí, reflita no que pode fazer a respeito.

 

1. “Eu trabalho fora; mas busco uma renda extra”

Em primeiro lugar, reserve tempo razoável para realizar o trabalho de freelancer. Não pegue tanto trabalho a ponto de não dar conta e não entregar no prazo.

Em segundo lugar, defina onde e em que horários você vai trabalhar nos jobs como freelancer. Senão poderá se sobrecarregar emocionalmente.

 

2. “Eu já tenho um emprego; mas quero sair dele e viver de freelas”

Cuidado com a empolgação por trás dessa ideia. Se decidir fazer essa transição, é melhor que ela ocorra gradualmente.

Pesquise sobre o assunto. Só tome, de fato, a decisão de sair de vez do seu trabalho atual caso tenha uma reserva financeira que cubra suas despesas por muitos meses.

 

3. “Estou desempregado e ansioso com isso!”

Aproveite todo o tempo para estudar, buscar clientes e crescer no mercado. Determine algumas metas financeiras alcançáveis para os dias à frente.

Comece oferecendo na internet os serviços que já sabe fazer. Use boa parte do seu tempo para concluir algumas certificações. Consequentemente, a experiência que adquirir com os trabalhos entregues será sua bagagem para futuros jobs.

Mas lembre-se de que o profissional freelancer sempre deve ter mente aberta e aprender em todo job.

Trabalhar como Freelancer em casa

Após uma avaliação franca de suas possibilidades, a que conclusão você chegou sobre trabalhar como freelancer? Esta seria uma opção segura para sua situação pessoal? Se concluiu que essa é uma boa ideia, por onde poderá começar?

Saiba mais sobre como divulgar o seu trabalho como freelancer no Mural Freela, um projeto do blog Freelancear.

 

Dê o primeiro passo!

Trabalhar como Freelancer

Meu conselho aqui agora é: comece! Mas como? Existem maneiras diferentes de fazer isso. Vou dar uma dica simples, que eu segui e que já está me ajudando na minha afirmação no mercado. Cadastre-se em sites de plataformas com projetos para freelancers.

Alguns desses sites são:

Qual dessas plataformas é a melhor? Depende… Não podemos saber em qual delas teremos mais sucesso se não dermos os primeiros passos tentando os primeiros jobs.

Sendo assim, cadastre-se em algumas delas e estude a plataforma. Tente fazer seus primeiros contatos, converse com os autores dos projetos e coloque-se à disposição para ajudar.

Trabalhar como Freelancer com mais liberdade

Outra dica importante é usar as redes sociais a seu favor. Faça um bom perfil no Linkedin, Facebook e Instagram, por exemplo. Talvez encontre jobs por lá. Quem sabe se um futuro cliente analise seu perfil antes de te contratar?!

Leia também o artigo “Como Atrair Clientes Novos usando uma Apresentação Profissional?”

Em conclusão, espero que, com essas dicas, seja possível avaliar se trabalhar como freelancer é a melhor decisão para o seu momento! Se tiver dúvidas sobre o meu trabalho ou quiser alguns insights do que pode ser feito, publique aqui embaixo nos comentários. Responderei com o maior prazer!