Você se vê em frente ao seu notebook escrevendo conteúdo relevante para a internet? Muitas pessoas não só desejam fazer isso, mas precisam! Você é uma delas? Ondas oscilantes de crise econômica ‘arrastam’ muita gente para a internet. Muita gente me procura perguntando se realmente dá para gerar renda própria imediata e de forma constante e segura dessa forma.

Já ouviu alguém falando que trabalha on-line produzindo conteúdo para sites, blogs ou redes sociais? Se a resposta for ‘sim’, é possível que algumas dúvidas tenham surgido na sua mente. Por exemplo:

  • “Produzir conteúdo”: que tipo de trabalho é esse?
  • O que é ‘conteúdo relevante’?
  • Como produzir conteúdo relevante para a internet?
  • “Que passos iniciais eu devo dar para trabalhar nesse ramo do mercado de trabalho freelancer?”

Vamos considerar cada uma dessas perguntas agora.

 

O que é “produzir conteúdo”? Quem trabalha com isso?

E, primeiro lugar, vamos entender que negócio é esse de trabalhar produzindo conteúdo on-line.

A ocupação pro como redator freelancer está ajudando cada vez mais pessoas a tornar realidade o sonho de ter o seu próprio negócio on-line. O avanço da tecnologia digital em todo o mundo permite que muitas empresas ou mesmo empreendedores individuais tenham sites, blogs, redes sociais e outras plataformas de contato digital com o público.

Consegue ver como isso abre portas de trabalho para você? Sim, foi isso o que eu pensei quando comecei a estudar o mercado de Marketing de Conteúdo. Afinal de contas, quem essas empresas ou empreendedores contratam para produzir o conteúdo que publicam na internet?

É aí que entra a utilidade das áreas profissionais de produção de conteúdo. Toda empresa precisar ter presença on-line para se aproximar do seu público hoje em dia. O rádio, a TV e a mídia impressa estão rapidamente ‘perdendo o terreno’ que tinham há alguns anos.

Nesse cenário diferenciado, quem se sai bem em expressar ideias tem um grande potencial de trabalhar com produção de conteúdo para a internet. Seja escrevendo, desenhando, editando vídeos, criando podcasts ou diagramando e-books (livros digitais), quem se especializa no assunto tem a garantia de um mercado amplo de oportunidades.

“Quem se sai bem em expressar ideias tem um grande potencial de trabalhar com produção de conteúdo para a internet.”

Sendo assim, se um profissional quer realmente se diferenciar nesse nicho do mercado de trabalho freelancer, é preciso saber expor informações de maneira relevante. E agora vou falar um pouco a respeito disso.

 

O que é ‘conteúdo relevante’?

Alguns pensam que relevante é apenas algo que faz diferença na vida do leitor. Será que podemos acreditar nessa definição mais rasa sobre o assunto?

Precisamos admitir que nem todo tipo de conteúdo faz diferença na vida das pessoas.  Para alguém parar para pesquisar, encontrar e ler seus posts, o seu conteúdo precisa trazer algo que impacte os sentimentos e as necessidades do leitor de maneira única. Essa é a verdadeira essência do que se pode chamar de conteúdo relevante para a internet.

Não é toda hora que nos deparamos com pessoas que dizem que também estão publicando algo aqui ou ali em blogs ou redes sociais. Assim, é preciso entender a verdadeira essência do que é relevante antes de poder começar a produzir o que faz diferença.

‘Relevante’ é a palavrinha da vez no atual universo on-line. Seja no marketing digital, na produção de conteúdo ou em outras áreas de trabalho similares, o conceito já foi amplamente absorvido. Mas de onde se originou o termo ‘relevante’? E será que o significado original pode ter algo a ver com a ideia moderna de produção de conteúdo? Vamos ver.

 

A origem etimológica da palavra “relevante”

Segundo o site de etimologia Origem da Palavra, a palavra ‘relevante’ tem três raízes no antigo idioma latim. Aqui estão essas três raízes:

  • “Relevans”: que significa literalmente “o que retira alguém de um problema”.
  • “Relevare”: que quer dizer “aliviar, elevar”. O termo é formado de “Re-“, um prefixo de intensidade e “levare”, que significa “levantar, aliviar”.
  • “Levis”: que transmite a ideia de “leve, de pouco peso”.

Só em meados do século 16 é que a palavra relevante assumiu de forma mais assertiva o sentido de “pertinente ao assunto discutido”, algo mais próximo do significado atual da palavra “relevo”: parte saliente de um conjunto.

O que podemos concluir sobre o sentido básico atual da palavra “relevante”? Que algo relevante precisa estar dentro de um contexto lógico, adequado ao assunto em pauta, e ressaltar-se acima do que já existe; precisa ser algo acima da média.

Por isso, se vai começar a trabalhar como freelancer na internet, você precisa aceitar o fato de que só terá um público fiel quando produzir algo bem contextualizado e que ressalta aos olhos das pessoas.

 

Como produzir conteúdo relevante para a internet?

Detalhes importantes do trabalho freelancer estão relacionados ao conhecimento que você precisará ter sobre os conceitos da produção de conteúdo relevante para a Internet. Algumas ideias, termos e palavras podem ser, a princípio, desconhecidos para você.

Assim, minha sugestão é que você leia e estude bastante antes de começar a oferecer seus serviços. Isso vai torná-lo um profissional com mais autoridade no mercado virtual freelancer, que está cada vez mais competitivo.

Alguns pontos de partida são importantes para começar a ler sobre produção de conteúdo. Vou compartilhar com você alguns termos que podem auxiliá-lo na hora de começar a estudar. Depois de ler e estudar a respeito deles, o conceito vai se tornar mais simples. Com o tempo, será possível atingir seus objetivos de forma clara, suave e tranquila.

Aqui estão alguns termos que é interessante incluir nas suas pesquisas iniciais sobre produção de conteúdo relevante para a internet:

  • Marketing de Conteúdo
  • Público-alvo
  • Persona
  • Funil de Vendas (topo do funil, meio do funil e fundo do funil). Pesquise por alguns elementos emocionais do funil, como: descoberta, interesse, consideração, intenção, avaliação e decisão.
  • SEO (Search Engine Optimization). Essa é a sigla em inglês que designa a otimização que os mecanismos de busca realizam para apontar quais blogs e sites são mais relevantes.
  • Palavra-chave (keyword)
  • URL amigável
  • Link Building

Esses termos básicos precisam se tornar do seu conhecimento para que você alcance seu sonho de trabalhar em casa produzindo conteúdo para a internet.

Para facilitar um pouco mais, vou te dar uma sugestão. Pare agora por alguns minutos e assista o vídeo abaixo, do Viver de Blog, que tem o título “Como Escrever Bem: 7 Simples Dicas de Sucesso Garantido”, apresentado pelo Henrique Carvalho. Esse vídeo me ajudou muito quando comecei as minhas pesquisas. Acho que vai gostar do conteúdo relevante desse vídeo (perdão pelo trocadilho, rsrs).

 

DICA 01: Pesquise por blogs e canais do Youtube usando o termo “Marketing de Conteúdo” no Google. Assine o recebimento gratuito de informações seguras que encontrar sobre isso. Leia sobre o assunto, escute podcasts e veja vídeos relacionados ao tema. Isso ampliará suas ideias a respeito desse universo de trabalho crescente e constante.

 

DICA 02: Leia o e-book “A Arte de Escrever Para a Web”. Nele, o conteudista Paulo Maccedo dá dicas incríveis para você estartar bem produtor freelancer de conteúdo!

 

Primeiros passos trabalhando com produção de conteúdo relevante

Pense em como o seu trabalho será importante na vida das pessoas. O que você produzir será de ajuda para que elas se interessem por algo e descubram informações úteis a respeito disso. O conteúdo de peso e relevante que você preparou poderá contribuir para deixar o leitor satisfeito. As dificuldades com as quais ele estará lidando terão, enfim, uma alternativa a mais para tomarem decisões com conhecimento de causa!

Então, se quer produzir conteúdo relevante para a internet, experimente seguir esses passos iniciais:

  • Em primeiro lugar, pesquise bastante sobre esse nicho de mercado.
  • Em segundo lugar, busque cursos de capacitação em Marketing de Conteúdo.
  • Em terceiro lugar, crie seus próprios conteúdos e peça alguns feedbacks para os seus amigos.
  • Em quarto lugar, aprimore seus textos com base nas dicas de especialistas da área.
  • Em quinto lugar, crie suas próprias redes sociais para divulgar o conteúdo que você começou a produzir. (Ex.: Facebook, Instagram, Medium, Linkedin, etc.)
  • Em sexto lugar, interaja em grupos da internet que facilitam a busca de informações e de ideias práticas. (Ex.: participe do grupo Estartando Freelas, no Facebook.

Se fizer isso antes de começar a atuar fortemente com produção de conteúdo, suas chances de ter bons resultados amentarão.

Quer tirar outras dúvidas sobre como começar a trabalhar como freelancer na internet? Não tenha receio de clicar aqui e me chamar no WhatsApp!

Posso compartilhar dicas úteis que vão te ajudar. Ou então publique a sua dúvida aqui embaixo, na seção de comentários. Será um prazer te responder! E também escrever sobre o que você mais precisa nas próximas publicações do blog.