A importância de Conectar as Ideias do Texto fica bem evidente para mim quando observo minha esposa tricotando. Ela ama o que faz e se sente muito feliz quando termina uma peça. Todo seu esforço valeu a pena e, quando olha para o produto final, surge aquela sensação de dever cumprido.

Início, meio e fim: parece bem clichê dizer que todo conteúdo deveria seguir essa sequência lógica. Mas use de sinceridade: quantas vezes você já ‘se perdeu’ dentro de um emaranhado de palavras que pareciam mais ter sido jogadas ali do que realmente escritas.

Com isso em mente, aqui estou com a segunda parte da série de artigos “10 passos para Escrever Bem”. No primeiro artigo, falei sobre a importância de atrair o leitor. Hoje vamos falar sobre Como Conectar as Ideias do Texto.

Espero ajudar você a entender a resposta para as seguintes 7 perguntas:

  • O que se espera de uma boa introdução?
  • Como apresentar informações de maneira lógica?
  • Como manter o leitor conectado ao título do texto?
  • Que passos se deve dar para clarificar o entendimento do texto?
  • Como tornar bem evidentes os pontos chave do texto?
  • Qual é a importância da exatidão textual?
  • Como escrever um texto instrutivo?

Vamos começar? Nada melhor do que ‘começar pelo início’. Que baita redundância!

 

A boa introdução pode ‘flechar’ o coração do leitor!

Conectar as Ideias do Texto na introducao

O início de um texto precisa ser magnético. Mas também precisa levar o seu leitor para as próximas palavras. Como se pode fazer isso de maneira simples e ao mesmo tempo eficiente?

Para aprender a escrever bem uma introdução cativante, é preciso Conectar as Ideias do Texto. Para isso, siga os seguintes conselhos:

 

Pense nos leitores

Avalie os interesses deles. Algumas ferramentas online podem nos ajudar nesse sentido. Seja no seu blog ou nas redes sociais, há diversos botões de insights que ‘explicam’ para você o que seus leitores mais gostam de consumir em matéria de informação. Leve isso em conta e prepare seu conteúdo para atingir o coração dele nas primeiras linhas que escrever.

 

Determine os pontos altos do seu texto

É muito fácil colocar as mãos sobre um teclado e escrever o que se quer. Mas requer tempo pensar no que realmente será de maior valor, ou relevante, para quem lê. Se vai ou não Conectar as Ideias do Texto que pretende publicar, você precisa ‘servir’ o assunto em ‘fatias digeríveis’. Como fazer isso?

Depois de escolher o título do seu artigo, ‘despedace’ o assunto em subtítulos h2, h3 e assim por diante. Isso torna mais fácil captar desde a introdução o que o texto tem em reserva para o leitor.

Mas tudo isso será em vão se não for lançado aos olhos de cada um dos seus leitores de maneira ordeira, ou lógica. Vamos entrar nesse assunto agora mesmo.

 

Não bagunce o seu conteúdo com falta de lógica!

Conectar as Ideias do Texto com logica

A primeira coisa que a maioria dos milhões de leitores de blogs fazem antes de consumir um conteúdo é escaneá-lo visualmente. Ou seja, elas passam rapidamente os olhos sobre o texto e se perguntam quase que de forma imperceptível sobre alguns desses pontos:

  • “Onde estão os pontos altos do texto?”
  • “Quais são as dicas principais?”
  • “Existe algum conceito resumido por aqui?”
  • “Que parágrafos enormes! Sei não se vou ler isso…”
  • “Que imagens esquisitas!”

Com isso em mente eles decidem se permanecerão lendo o seu texto ou se o encararão como apenas mais um daqueles conteúdos que dão sono.

Qual é o segredo para Conectar as Ideias do Texto que você escreveu? Estabelecer uma lógica antes de produzir o texto em si. Nunca deixe o seu conteúdo bagunçado, com tremendos erros estruturais. Só assim o leitor vai se deliciar lendo o que, para ele, é altamente relevante e útil!

Por falar em se deliciar, é durante a leitura que muitos leitores se perguntam: qual é o assunto desse texto? Esse questionamento nos leva à nossa próxima dica para aprender a escrever bem.

 

Como manter o leitor conectado ao título do texto?

Conectar as Ideias do Texto com o titulo

Para situar seu leitor, você precisa deixar explícito onde ele está no andamento do consumo de conteúdo. Assim, sempre que possível, siga algumas dessas dicas:

  • Use palavras semanticamente ligadas ao título no início ou no fim de cada subtítulo.
  • Estimule seu leitor, perguntando se ele já achou o que procurava no conteúdo.
  • Resuma alguns pontos em pontos predeterminados do texto, realimentando a mente do leitor.
  • Repita de forma exata o título do texto no último parágrafo.

Essas ações tornarão incrivelmente produtiva a leitura e aumentarão o desejo de ‘comer cada palavra’ do conteúdo até sua última migalha!

 

Como ‘clarificar’ o entendimento do seu texto?

como Conectar as Ideias do Texto

Não há nada mais decepcionante para o leitor do que perceber que um conteúdo não parece ser o que ele procura. Assim, se realmente quer escrever bem, a clareza é algo essencial para Conectar as Ideias do Texto que você produz. Para quem já domina a produção de conteúdo, a escaneabilidade é uma das formas conhecidas que são usadas para atrair o leitor.

Mas como ir além das escaneabilidade e ‘clarificar’ ainda mais as ideias que você está para publicar em seu blog ou em alguma plataforma de seu cliente? Observe o que faço:

  • Use frase curtas, com cerca de uma linha a uma linha e meia.
  • Não produza parágrafos imensos com mais de 7 ou 8 linhas.
  • Elimine o uso de palavras difíceis demais para entender, ou use termos autoexplicativos.
  • Insira bullet-points, termos em itálico ou negrito e não esqueça de nivelar o tamanho de seus subtítulos.
  • Conecte uma ideia com outro usando termos de ligação como “sendo assim”, “portanto”, “dessa forma”, “consequentemente” e assim por diante.

A clareza é fundamental para o entendimento de um conteúdo altamente relevante. Com o mesmo peso, enfatizar pontos chave pode conectar ainda mais as partes soltas de um texto.

Vamos entender como fazer isso?

 

Os pontos altos precisam ‘saltar para fora’ da tela!

Conectar as Ideias do Texto dando enfase

A tecnologia 3D foi precursora de muitas aplicações práticas no desenvolvimento de imagens, de vídeos e de dispositivos eletrônicos no movimento chamado de Transformação Digital.

Você pode se tornar um escritor ainda melhor se aplicar o conceito de 3D na produção de conteúdo. Como assim? A ideia é divertida e ao mesmo tempo útil.

Quando estamos lendo algo que faz sentido, é como se algumas palavras saltassem para fora da tela de nossos dispositivos! Como redator, você pode facilitar a vida do leitor destacando os pontos altos de seus textos. Mas como fazer isso?

 

Dicas para ressaltar pontos altos de um conteúdo

  • Brinque com o português quando isso não ‘ofender’ ou afastar o seu leitor. Faça isso relacionando termos técnicos com palavras conhecidas para dar mais impacto ao que escreve.
  • Como já mencionei, use os recursos de itálico e negrito em palavras de destaque do seu teto.
  • Enumere elementos importantes, especialmente quando o leitor talvez queira memorizar alguns deles.

O ‘ressalto 3D’ que a aplicação de algumas dessas dicas dará ao seu conteúdo farão de você um profissional mais reconhecido no mercado.

Mas como se pode deixar um texto leve ao mesmo tempo que não pecamos na sua exatidão? É sobre isso que vou explicar agora.

 

Exatidão: você ‘têm certeza de que têm certeza’?

Conectar as Ideias do Texto com exatidao

‘Exatidão’ é definida pelo dicionário online Dicio como:

“Qualidade daquilo que é exato, correto, preciso: a exatidão de um raciocínio.”

Assim, se realmente quer aprender a escrever bem, você precisa se certificar de que, quando entrar num assunto, vai expor informações confiáveis, de peso, corretas e precisas. Sim, transmitir informações exatas está totalmente relacionado à Conectar as Ideias do Texto.

Assim, não escreva sobre o que não sabe. Antes de expor suas ideias e conceitos, informe-se. Não seja apenas mais uma pessoa que escreve qualquer coisa. Faça a diferença na web!

Além do mais, cuidado para não ser maldoso, tosco ou raso no que diz sobre um conceito que ainda está se desenvolvendo. Textos do tipo evergreen são produzidos por conteudistas modestos, que respeitam os limites do conhecimento humano.

Isso, porém, perde todo o sentido, se quiser escrever apenas para expor conceitos pessoais. Se seu blog é sobre assuntos de opinião, o conteúdo se torna puramente pessoal. Quem lê, vai perceber isso, e você não precisa estar tão preso assim à exatidão.

Mas se seu cliente ou objetivos de conteúdo são mais acadêmicos ou profissionais, tenha certeza de que as informações que está apresentando são confiáveis. Só assim a exatidão textual de seu conteúdo poderá perseverar com mais força diante de diversos olhos críticos.

Por falar em crítica, muitos textos apresentam o famoso ‘mais do mesmo’. Você gostaria de sair dessa zona de conforto e escrever conteúdos mais instrutivos?

As dicas que vou dar a partir de agora vão fecharão com chave de ouro a segunda parte da nossa série de artigos voltados à nova geração de conteudistas do mercado freelancer.

Vamos falar um pouco sobre textos instrutivos.

 

Como escrever e instruir ao mesmo tempo?

Conectar as Ideias do Texto dando direcao

Pode parecer bem estranho o que você acabou de ler. Ler e instruir, para muitas pessoas, é a mesma coisa ou se parece demais. Indo mais além disso, o que conceito de Conectar as Ideias do Texto tem a ver com instruir os seus leitores?

Se formos pensar que um texto educa, podemos sim encará-lo como fonte de instrução. Mas indo mais fundo no conceito de instrução, podemos chegar à conclusão de que o que instrui muitas vezes é novo. A ideia do seu texto já era conhecida, mas agora ela foi colocada sob nova perspectiva.

Assim, se seus conteúdos apenas refletem o que todo mundo já escreve, que diferenciação se poderia esperar no mercado de redação? Pouquíssima, a não ser que você seja um grande amigo do Google Adwords!

Desde que comecei a escrever para a web, um dos aspectos que amis me renderam jobs até hoje foi a escrita instrutiva. Alguns clientes reafirmaram diversas vezes o seguinte: “Líferson, você escreve conversando e sempre tem uma carta na manga!”

Não, eu não faço nada espetacular para Conectar as Ideias do Texto, assim como você também não precisa fazer. Mas sempre procuro incluir alguns dos elementos que menciono abaixo em meus textos.

 

Dicas para tornar o seu texto mais instrutivo

  • Uma linguagem conversante, calibrada ‘no meio do medidor’ entre a formalidade e a informalidade.
  • Histórias pessoais de vida, onde falo sobre mim, minha família e meus amigos mais achegados. Sempre tomo o cuidado de não ‘dar nome aos bois’ quando isso poderia ser inadequado.
  • Algumas brincadeiras de bom gosto com o leitor, fazendo com que ele se sinta mais próximo das minhas ideias à medida que as consome.
  • Convites para usar a imaginação, vendo-se em alguns cenários, sentindo algumas sensações bem específicas.
  • Estímulos à alguns sentimentos cativantes, como amor, bondade, respeito, dignidade, dor, alegria, empolgação, frustração e raiva (na ótica mais equilibrada possível).

Creio que, com isso, as pessoas não só passam a apreciar o texto, mas também a serem instruídas por ele. Gosto de mostrar novas direções, de dar ideias inspiradoras.

Acima de tudo, deixo meu leitor ciente de que não sou ‘dono da verdade’ e que nunca espero nem mesmo ter o desejo de fazer isso.

Esse estilo de escrita tem me ajudado – e pode também ajudar você – a Conectar as Ideias do Texto que preparamos para projetos pessoais ou clientes.

 

Faça ajustes para Conectar as Ideias do Texto e alcançar mais leitores!

Conectar as Ideias do Texto aprimorando

No fim das contas, quando alguém lê um texto com uma boa introdução e um título desenvolvido de forma lógica, a leitura é ‘semi-obrigatória’. Se o assunto é desdobrado com clareza, abordando os pontos chave com habilidade, exatidão textual e possui elementos instrutivos, é quase impossível não ir até o seu final.

Espero que as dicas que compartilhei com vocês sejam úteis. Não para fazer tricô, como a minha esposa, que ama o que faz. Mas para conectar as ideias que pretendem expressar em cada job de conteúdo que amam produzir!

Em breve retorno com um novo texto aqui no blog para quem quer aprender a escrever bem. Daí será a vez de falar sobre o que faço para empoderar o envolvimento dos meus textos com o público!