‘E porque eu deveria começar com a Workana?’ Essa deve ser sua primeira pergunta ao ver tantos anúncios dessa plataforma na internet. Como freelancer, esse foi meu primeiro questionamento quando um amigo me incentivou a conhecer o site. Depois de seguir os passos para me cadastrar e entender como funcionava o trabalho, fiquei curioso.

Nesse artigo eu vou contar porque eu escolhi a plataforma Workana e não outros sites de trabalho freelancer para começar. Também vou compartilhar 7 coisas que tornam as nossas primeiras ações nesse formato de trabalho mais seguras.

Espero que goste de saber os motivos que me levaram a dar os primeiros passos com a Workana.

Porque eu decidi começar com a Workana?

Em meados de 2016, quando comecei a pesquisar sobre como trabalhar em casa, eu percebi que diversos sites abriam oportunidades para que freelancers trabalhem de casa. Uma das coisas que me chamou bastante atenção na Workana lá naquela época foi a permissão que o site dava para o envio gratuito de propostas. Sim, era possível enviar um número, ainda que limitado, de propostas mesmo que você não pagasse um plano de benefícios.

É claro que os planos da Workana mudaram muito com o passar do tempo. Há alguns anos os valores desses planos eram bem mais acessíveis ao profissional freelancer iniciante do que hoje. Mas isso também deve ter trazido alguns problemas para o site. Apenas a título de exemplo, muita gente ainda sem preparo profissional se apresentou como especialista em determinadas áreas sem, no entanto, ter um conhecimento profundo delas.

alguns profissionais querem prestar servicos online

Com isso, o site foi elevando o nível de exigência dos que se inscrevem para enviar propostas. Os planos free hoje em dia oferecem muito poucos benefícios em termos de visualização para o cliente em potencial. Hoje em dia, o público que procura profissionais freelancers dentro da Workana observa com mais atenção as habilidades e o feedback que outros clientes já deram sobre eles.

Eu comecei na Workana usando o plano free

Quando eu comecei a enviar propostas na Workana, eu não pagava nenhum plano. Decidi começar no plano free, tentando fazer os primeiros contatos com alguns clientes em potencial. Quando me cadastrei no site, em 2016, havia menos de 400 mil profissionais inscritos na Workana. Hoje são mais de 4 milhões! A visualização da Workana no cenário internacional aumentou muito depois de parcerias que foram feitas pela empresa fora da América Latina.

É claro que ‘nada é imutável debaixo do Sol’. Em tudo, incluindo a nossa rotina profissional, vamos tentando aprimorar nossos métodos e evoluir nossas habilidades. Depois de alguns meses, o conhecimento que adquiri nos tantos e tantos chats da Workana que se abriam para mim, foi extremamente valioso. Depois de me tornar partner (freelancer verificado) da Workana, aprendi muito sobre como prospectar e encantar clientes na internet.

Por isso, eu vou explicar agora alguns dos motivos pelos quais você possa achar interessante começar com a Workana como profissional freelancer.

Começar a atuar em sites de trabalho freelancer é uma coisa; ficar preso a eles é outra!

Você está começando, não é mesmo? Então a oportunidade para conhecer o funcionamento de um site de trabalho freelancer está aqui. Você vai perceber que muitos profissionais criticam as regras de funcionamento da Workana. As relações freela-freela e freela-cliente são, sim, bem condicionadas ao padrão do site; isso é verdade. E na realidade a minha intenção aqui não é promover o site ou defendê-lo acima de todos os outros sites freelancers na internet.

Muito pelo contrário. Se ler outros conteúdos aqui no blog, em nossos e-books, no Instagram, no Facebook ou nos vídeos do nosso canal no Youtube, você vai notar que não pensamos que sites devam sempre ser a fonte de renda de um freelancer. Eles até podem nos ajudar a começar a trabalhar como freelancers, mas dificilmente serão a forma de continuarmos no mercado. Depois de pouco tempo trabalhando como redator freelancer, eu consegui aprender bastante coisa sobre SEO, gestão de mídias sociais e planejamento de Inbound Marketing. Depois vieram as redes sociais, este blog que voz ‘fala’ e outros projetos.

nao se sinta preso a sites freelancer

Ainda assim, existem sim alguns benefícios em começarmos nossos freelas através de sites como, por exemplo, a Workana. Veja quais são alguns dos pontos que eu considero positivos para fazermos isso.

1. Interação aberta com o mercado freelancer

Foi por meio da interação aberta que comecei a entender as necessidades e a comunicação desse tipo de ambiente. Nunca vou me esquecer dos vacilos que dei quando comecei a enviar minhas primeiras propostas como redator freelancer. Uma delas, como já descrito aqui no blog, é dominar SEO e suas técnicas, e eu não sabia nada sobre isso.

Com o tempo aprendi muita coisa legal a respeito de ranqueamento de conteúdos e de posicioná-los bem nos buscadores para que mais pessoas os encontrem. A interação com o mercado freelancer só se tornou mais intensa por causa da forma aberta como a Workana coloca o freelancer em contato com clientes em potencial.

Então, sim, essa abertura, esse contato, essa aproximação, me ajudou muito nos meus primeiros meses de vida como profissional freelancer.

2. Alta demanda de projetos

A segunda razão pela qual começar na Workana foi bom no meu caso tem a ver com a  alta demanda de trabalho freelancer que o site coloca a nossa disposição. Como assim? Dezenas de projetos de redação e conteúdo são publicados todos os dias no site. Muitos deles são fechados minutos depois de publicados. Eu comecei a notar que alguns freelancers dedicados negociam e apresentam boas propostas logo que novos projetos são publicados. E comecei a fazer o mesmo.

Claro que o valor de mercado de muitos jobs na Workana sempre será menor do que o valor que você pode praticar entrando em contato direto com o seu público. Ainda mais se compararmos os valores praticados na Workana com os de outros sites freelancers. Isso é algo que fez parte dos meus constantes feedbacks ao pessoal do SAC da Workana quando eu comecei.

Mas o fato é que só consegui me lançar como conteudista por causa da alta demanda de projetos que eram publicados semanalmente no site. Começar com a Workana me estartou como profissional. Depois de meses conseguindo fechar bons projetos, migrei para outros sites e, por fim, consegui construir os meus canais de contato e minhas próprias formas de encontrar novos clientes.

3. Segurança nas transações

Porque muitas pessoas usam a Workana para contratar freelancers? A resposta da maioria será: ‘por causa da segurança nas transações’. E isso é verdade. O sistema de atendimento do site garante que o freelancer vai mesmo receber o valor acordado com o cliente. Mas isso só acontece depois que o projeto é entregue pelo profissional e aceito pelo cliente.

Prova dessa segurança nas transações da Workana é que, por muitos anos, alguns clientes usaram a plataforma para enviar pagamentos diretos a profissionais específicos. Hoje em dia isso foi regulamentado por regras de extensão de projeto no site.

os pagamentos atraves da workana sao seguros

Essa segurança financeira das transações me atraiu muito à Workana. Até hoje, nunca passei por constrangimentos financeiros na plataforma. Também por causa disso, começar com a Workana pode ser de ajuda na hora de negociar e fechar os primeiros projetos.

4. Eficiência no Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC)

Nunca precisei esperar mais do que 24 horas em dias úteis para ser atendido pelos atendentes da Workana. Desde quando comecei, usando o plano free, até hoje com um plano de assinatura, o tratamento que recebi foi o mesmo. Nunca identifiquei um sinal sequer de preconceito ou de tratamento diferenciado na comunicação por e-mail com a equipe. Os atendentes da Workana me atendem com dinamismo e assertividade, mesmo quando meu plano volta a ser free. E ser bem atendido pra mim faz toda a diferença!

Tenho certeza de que você, como freelancer, não tem todo o tempo do mundo para esperar atendimento. Conheci nesses anos alguns dos colaboradores da Workana e, por isso, posso afirmar que todos são muito preocupados com a boa gestão do SAC. Por um bom tempo eu fui partner da Workana. Uma profissional interna me entrevistou e eu ganhei um selo que era visualizado na minhas lista de habilidades. Isso aumentou muito na época a quantidade de convites para projetos que eu recebia. Achei bem interessante essa valorização que eles davam para profissionais comprometidos com o site.

Do meu ponto de vista, essa maneira eficiente de tratar os profissionais que usam o site foi um ponto positivo na época em que eu comecei a trabalhar como profissional de produção de conteúdo.

5. Aprendizado em gestão de pagamentos

A maneira como a plataforma faz a gestão de pagamentos me ensinou que meu trabalho precisa ser planejado com mais profissionalismo. Como isso aconteceu? No meu caso, dois detalhes foram interessantes. Veja estas duas situações:

  • Digamos que você fechou um job, por exemplo, de 10 partes. A cada parte entregue, o cliente pode ou não liberar 10% do pagamento e enviar um feedback. Sendo assim, você poderá continuar desenvolvendo o job levando em conta as melhorias que ele solicitou. Isso motiva, pois você já recebeu pela parte bem executada do projeto. Até o final, o cliente tem poder sobre o valor pago e o profissional ganha motivação para trabalhar de acordo com o briefing que vai recebendo.
  • Caso você tenha escolhido um determinado plano, os pagamentos são enviados uma, duas ou mais vezes durante o mês. Isso é um estímulo para conseguir mais jobs no site. Com o tempo, o seu negócio terá um formato muito próprio de efetuar transações. Mas começar com a Workana ou trabalhando em outros sites similares pode evoluir o seu aprendizado com gestão de pagamentos.

Com o passar dos anos, a minha carreira como freelancer me levou a outros formatos de trabalho. Ainda assim, negociar dentro da Workana naquela época me deu uma boa visão do que o cliente espera e do que o meu negócio precisa para ter uma boa gestão financeira.

6. Ranking Workana de freelancers

À medida que conquista e conclui os seus primeiros projetos como freelancer, você abre a possibilidade de subir no ranking de freelancers da Workana. Como isso acontece?

No final de cada projeto, o cliente pode qualificar o seu trabalho com base em quesitos como:

  • Comunicação
  • Planejamento
  • Qualidade

Esses parâmetros se juntam a outros aspectos, de conhecimento interno do site, e formam um ranqueamento dos freelancers mais bem qualificados. Isso pode elevar as chances de profissionais mais bem posicionados nesses quesitos serem encontrados mais facilmente na Workana. No meu caso, como redator freelancer, quanto mais relevantes se tornavam meus conteúdos, mas clientes eu conquistava. Consequentemente, melhor era o meu ranqueamento na Workana.

o ranking de profissionais da workana pode te beneficiar

Esse ranking da Workana foi outro motivo que me levou a querer aprimorar minhas habilidades. Quando você chega a estar no top 100 ou top 200 dos freelancers da Workana Mundi, um selo é adicionado ao seu perfil. Esse elemento de gratificação motiva o freelancer a buscar sempre evoluir a qualidade nos seus serviços. Mesmo depois de não mais usar o site como fonte principal de renda, o conceito fica marcado na sua mente:

Evolua com seus clientes atuais para elevar o nível de prospecção dos futuros clientes.

7. Ampla publicidade na internet

Onde quer que você navegue pela internet, é comum encontrar a publicidade workaneira. Isso acontece porque a empresa investe muito para aparecer mais. Em termos simples, quando a Workana aparece, quem ganha? Todos os profissionais que usam o site.

A ampla publicidade fez com que a plataforma alcançasse mais de 4 milhões usuários cadastrados. E você? Vai estar entre eles? Essa decisão é muito pessoal. Eu já escrevi um e-book onde menciono outros sites freelancers que podem te ajudar da mesma forma, ou até mais do que com a própria Workana. BAIXE AQUI esse e-book para saber mais.

O que você precisa avaliar é: será que começar através da Workana poderia valer a pena?

Se decidir, assim como eu fiz, atuar como profissional freelancer na Workana, você se sentirá mais seguro. É claro que muitas oportunidades virão depois. Se começar com algum site, não se torne escravo dele. Aprenda a formar sua própria carteira de clientes. Com dedicação e aplicando algumas dicas dessse artigo, seu aperfeiçoamento como freelancer ocorrerá aos poucos. Trate bem seus clientes, amplie sua rede de contatos e aceite sugestões.

prestar servicos online esta em alta

Para mais detalhes, assista o vídeo abaixo Uma visão geral da Workana. Se desejar, inscreva-se em nosso canal e ative as notificações!

Se tiver dúvidas sobre como começar com a Workana, deixe uma pergunta aqui nos comentários desse artigo. Será um prazer te ajudar no que precisar!